Mitos Sobre Cloud Computing

Tempo de leitura: 4 minutos

Mitos Sobre Cloud Computing
Mitos Sobre Cloud Computing

Mitos sobre Cloud Computing, verdades e mentiras que você precisa Aprender sobre Computação em Nuvem.

Chovem mitos sobre a cloud computing; que ela faz tudo melhor, mais rápido, mais fácil, mais caro, e muitos outros.

Em computação em nuvem, a maioria dos serviços são gerenciados por você. O prestadores garantem que os serviços são tão fáceis que os clientes não deveriam ter problemas em gerencia-los ou configura-los.
Sendo assim existe uma abstração natural nestes serviços e isso é muito bom.
Nem todo o time de T.I é técnico o suficiente para saber o que acontece por baixo dos panos nos serviços de um PaaS por exemplo.
E a abstração ajuda a vender o Cloud Computing com mais facilidade.
Porém isso tem outro lado, e acaba gerando alguns mitos sobre cloud computing. E sobre eles que vamos falar neste artigo.
Mito 1: Cloud computing me fará economizar.
Este é um clássico, e deve ser o mais usado nas conversas sobre cloud computing. Porém não há garantias que a computação em nuvem será sempre a solução mais barata. Pra isso a Amazon criou a calculadora de gastos mensal, onde você pode adicionar os recursos, a quantidade aproximada de uso e ela te dará um custo estimado daquela infraestrutura. Para outros casos com certeza a computação em nuvem pode sim te fazer economizar. A regra que vale é, faça sempre as contas comparando a situação atual com a mudança para a nuvem.
Mito 2: A Computação em nuvem não é segura.
Esse deve ser o mito que mais faz com que as pessoas tenham medo de migrar pra nuvem, a segurança. E eu entendo, não é fácil no inicio se acostumar com a ideia que seus dados e de seus clientes “não estão ao seu alcance”, que agora toda informação passa por um terceiro. Mas tenho que afirmar, um BOM provedor de computação em nuvem com certeza tem níveis de seguranças que você teria numa situação local. Mesmo com uma solução local, você teria que tomar muito mais cuidados do que com a nuvem, pois por exemplo com o Cloud Computing a segurança física do data center é do provedor, ja na situação local, é uma responsabilidade sua.
Sem contar que segurança é um item que tem suas responsabilidades divididas entre o provedor e você. Confira neste artigo que falo sobre o modelo de responsabilidade compartilhada entre a AWS e seus clientes.
Mito 3: A Computação em nuvem faz tudo sozinho.
Pensar que depois que seu aplicativo esta implantado você não precisará cuidar de mais nada, esta errado. Sempre haverá a necessidade de acompanhamento, como por exemplo, melhorias finais no processo de implantação, auto escalonamento, recursos ociosos e etc… Com certeza a nuvem facilita muita coisa, como o PaaS da Amazon Web Services, uma plataforma completa, cheia de serviços, como o RDS, onde você não precisa gerenciar um S.O e um banco de dados, você gerencia somente o banco de dados, é um item a menos para gerenciar, isso facilita muito, mas não elimina a necessidade de manutenção no banco.
Mito 4: Computação em nuvem não amadureceu.
Ainda existem pessoas que acreditam que a computação em nuvem precisa evoluir, que ela ainda esta no seus primórdios. Se você é um desses, sugiro a leitura deste artigo que fala dos 10 anos de Amazon Web Services. Pois bem, o Cloud Computing evoluiu muito rápido, as aplicações desenvolvidas hoje ja são arquitetadas pensando na nuvem. Qualquer produto que você ver hoje, se já não esta rodando na nuvem, esta praticamente pronto para ser levado para este ambiente. Isso mostra o quanto a computação em nuvem amadureceu, pois soluções ja são desenvolvidas usando seus recursos.
Mito 5: A computação em nuvem tem desempenho inferior.
Não é porque tudo em cloud computing é acessado pela internet que sua aplicação terá perda de desempenho. Com design correto sua nuvem terá poder tanto quanto um data-center local. Muitos recursos como CDN`s e multi regiões fazem com que a nuvem que parece estar longe, esteja extremamente próxima ao seu cliente final.
Mito 6: Migrar para Nuvem é fácil.
Levar um aplicativo web, recém construído, pode parecer fácil, e até é. Porém um aplicativo, com uns 10 anos de existência pode complicar um pouco.
Algum recurso que ele use, pode não ser suportado na nuvem, como por exemplo, uma versão especifica de banco de dados. O licenciamento de softwares de terceiros é um item que deve ser muito bem detalhado numa analise de migração.
Bom, espero ter abordado itens bem polêmicos e que você ja deve ter escutado em uma discussão calorosa sobre computação em nuvem.
Espero também que uma coisa tenha ficado claro, nada melhor do que resultados reais para dizer se a computação em nuvem serve para seus projeto ou não.
Se você quer aprender mais sobre computação em nuvem:

Insira o seu endereço de email abaixo para receber gratuitamente as atualizações do blog!

Fique tranquilo, seu e-mail está completamente <strong>SEGURO</strong> conosco!